Greve dos caminhoneiros continua após acordo “fake” de Temer suspendendo movimento - Tupi Martim

Resumo

sexta-feira, 25 de maio de 2018

Greve dos caminhoneiros continua após acordo “fake” de Temer suspendendo movimento

Sábado, 26 de Maio de 2018


    
   Michel Temer lembra muito Collor de Mello que, em 1992, nas vésperas de cair, pediu para que o povo saísse de verde e amarelo em apoio a ele. Todos atenderam, mas só que foram às ruas de preto. 

  Assim ocorreu ontem em relação aos caminhoneiros, que entraram no 5º dia de greve. O ilegítimo anunciou a suspensão da greve por 15 dias, porém, na vida real, as manifestações aumentaram nesta sexta (25) em todo o país. 

  No Brasil, importantes entroncamentos rodoviários, são registrados diversas manifestações. Mesmo depois dos caminhoneiros desautorizarem o acordo “fake” (falso) assinado por suas lideranças com Temer. Ou seja, somente a ABCAM (Associação Brasileira de Caminhoneiros) rejeitou a “suspensão mandrake” proposta pelo governo.

   Os caminhoneiros têm recebido apoio de amplos setores da sociedade e de outras categorias profissionais. Os motoristas de ônibus e táxi de todo o Brasil, não descartam parar em solidariedade aos grevistas. Comerciantes de diversas partes cerram suas portas contra o aumento abusivo nos combustíveis. Enfim, não se trata de uma luta apenas pela redução do diesel. 
Popular

Pages