Canavieiras: Pais de autistas vivem drama para manter filhos no ensino regular - Tupi Martim

Resumo

sábado, 5 de maio de 2018

Canavieiras: Pais de autistas vivem drama para manter filhos no ensino regular

Domingo, 06 de Maio de 2018


Garantir educação aos filhos, um direito fundamental e obrigatório, segundo a Constituição, mas, em geral, o desrespeito e a falta de preparação dos educadores em Canavieiras, vem trazendo transtornos e preocupações para os pais.

Segundo relato de uma mãe a redação do Isto é Notícia; “Meu filho estudava no horário normal, mas logo reduziram a carga, e para piorar; eles não tem aprendido nada. 

Meu filho gosta da escola, a interação é boa, mas sei que a sala ideal tem que ter professor especializado e jogos pedagógicos. 

No grupo de mães que eu frequento, há muitas crianças ditas incluídas, mas que não sabem ler e nem escrever. E outras estão fora da rede. Se fosse feita uma pesquisa, iam descobrir tudo isso”, relata mãe que não quis se identificar.

Segundo a lei Berenice Piana, 12.764, aprovada em 2012 no Brasil, e assim intitulada em homenagem à mãe de um autista que tanto lutou pelo projeto, a escola é obrigada a dar infraestrutura para garantir a permanência do aluno com autismo na escola regular, inclusive recursos humanos. Doutora em Psicologia e professora de Educação Especial da UFF, Dayse Serra destaca a importância da aprendizagem:

Na minha pesquisa de pós-doc, os pediatras dizem que, quanto mais cedo se descobre o autismo, mais chance há de se resgatar o desenvolvimento típico da criança. Por isso, não se pode reduzir a inclusão à convivência social. Inclusão é aprendizado e desenvolvimento.

Há mães que trilham outros caminhos ao se depararem com esta situação. Com dificuldade para que seus filhos aprendam de forma adequada, elas devem procurar o Ministério Público.

Informações: Isto é Notícia 
Popular

Pages