Canavieiras: Polícia Civil desarticula quadrilha que estava arrombando imóveis na cidade - Tupi Martim

Resumo

quinta-feira, 12 de abril de 2018

Canavieiras: Polícia Civil desarticula quadrilha que estava arrombando imóveis na cidade

Quinta, 12 de Abril de 2018


A Polícia Civil visando combater os arrombamentos de imóveis que vem ocorrendo no município desencadeou investigações que resultaram no desmantelamento de quadrilha especializada nesse tipo de crime, tendo sido recuperados 04 aparelhos celulares smartphones, 01 notebook, 03 ventiladores, 01 TV 32 polegadas, 01 smart TV 58 polegadas, 01 Smart TV 42 polegadas, 02 CPUs, 01 geladeira, 01 Fogão, 02 botijas de gás. Os objetos em parte estavam em mãos de receptadores e outra parte escondida em uma casa abandonada na orla da cidade. 

Os autores confessaram 05 arrombamentos diversos nos últimos 15 dias e parte do material era revendida em outros municípios, os objetos eram furtado escondidos no mangue e posteriormente levados para cidade através de barcas e também por veículo de um dos envolvidos. Dois elementos conseguiram fugir mas os policiais já identificaram ambos. 

A exceção do receptador que responderá pelos crime de receptação, os demais serão indiciados por furto qualificado e formação de bando.

CONDUZIDOS: 

Cleinton Costa dos Santos, 19, residente no bairro Joao FonFon, 
Matheus Monteiro de Jesus, 23 residente na Ilha do Gado, 
Ramones Santiago de Souza, 22 residente no Centro, 
Wilson Viana Costa, vulgo Cafofo, (terceira vez reincidente e se encontra em liberdade provisória) residente no bairro Sócrates Resende; 
Marcelo Lima Rodrigues, vulgo Celo ou Nove Dedos, 22 residente no bairro Cidade Nova, 
Walisson Santana Lins (que desbloqueava os celulares furtados), residente no bairro São Sebastião.

PROVIDENCIAS:

Todas as vítimas foram contatadas e os objetos restituídos às mesmas, Inquérito Policial segue regularmente visando localizar mais objetos furtados, devendo ser representada pela autoridade policial seja decretada a prisão preventiva de todos envolvidos.

Informações do DPC Renato Fernandes Ribeiro
Popular

Pages