Saiba como proteger seus dados no Facebook - Tupi Martim

Resumo

quinta-feira, 22 de março de 2018

Saiba como proteger seus dados no Facebook

Quinta, 22 de Março de 2018

Mark Zuckerberg perdeu US$ 7 bilhões da fortuna pessoal com escândalo da Cambridge Analytica (Jim Watson/AFP)

Com o escândalo de vazamento de dados envolvendo o Facebook, muita gente tem se preocupado mais com as informações obtidas do seu perfil na plataforma. A coleta é feita de forma tão sutil que usuários desatentos nem sequer sabem que tiveram seus dados capturados. A maior parte deles é pego quando um usuário permite a aplicativos, geralmente desenvolvedores de testes e quizzes, acessarem informações como foto do perfil, data de aniversário e conteúdo da timeline.

Os dados valem ouro, porque com eles é possível produzir publicidade muito mais direcionada ao perfil de cada um. A boa notícia é que há meios de se proteger e preservar informações pessoais. A má notícia é que não é só o Facebook que colhe e comercializa estas informações no mercado.  

O professor de Jornalismo Digital da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Marcelo Träsel avalia que a opção mais eficaz para se proteger seria sair definitivamente das redes sociais e não utilizar mais aplicativos. 

PUBLICIDADE

“Mas isso é complicado porque o Google Maps, por exemplo, coleta dados que são muito úteis para todo mundo. Então a solução é ter bom senso e saber que todos os aplicativos coletam dados, por isso se deve usar com moderação e se informar sobre quem vai receber os dados que você está entregando”, sugere.

Dados vazados

Em um escândalo de proporções mundiais, foi divulgado, no último sábado (17), que dados vazados de usuários do Facebook foram utilizados sem o consentimento dos donos dos perfis pela empresa americana Cambridge Analytica, que atuou na campanha do presidente Donald Trump, em 2016.

A situação impactou até nas ações do Facebook na bolsa e reduziu o valor de mercado da empresa em US$ 50 bilhões (ou aproximadamente R$ 115,5 bilhões). O criador da rede social Mark Zuckerberg perdeu mais de US$ 7 bilhões de sua fortuna pessoal com o escândalo.

Apesar de todos os dados terem sido colhidos de forma legal pela Cambridge Analytica, a irregularidade está no "vazamento" das informações. Isso porque uma pessoa autorizada a coletar esses dados, o professor Aleksandr Kogan, repassou tudo para a empresa e sua matriz, Strategic Communication Laboratories. O ato viola as políticas do Facebook, já que a rede social restringe o repasse de informações para determinadas finalidades.

Como se proteger?

No Facebook, você não pode restringir totalmente a coleta de dados, mas alguns dados opcionais podem ser mantidos em segredo. O procedimento é simples, basta acessar as configurações da conta, clicar na aba privacidade e desativar as opções que permitem que qualquer um encontre seu perfil pelo seu e-mail, número de telefone e pesquisas públicas na web. Isso diminuirá as chances de você ser encontrado por softwares que automatizam a coleta de dados.

Outro ponto dentro do Facebook que se deve estar atento é a configuração dos aplicativos. Para estar mais seguro é só acessar o menu de Configurações, clicar na aba Aplicativos, depois no botão de Editar, no quadro Aplicativo que outras pessoas usam.  Na tela, você pode checar todos os tipos de dados do seu perfil que seus amigos podem ceder aos aplicativos que eles utilizam. Agora é só desmarcar as informações que você não quer que seus amigos compartilhem. 

É importante ainda ficar atento às recomendações e cuidados sugeridos pelos especialistas em tecnologia:

*Leia com atenção os termos de serviço antes de aceitar quais informações você está cedendo ao baixar um aplicativo ou criar conta em redes sociais;

*Só use aplicativos quando realmente for necessário, porque absolutamente todos capturam dados;

*Reflita se para desempenhar determinada função o aplicativo em questão realmente precisa que você libere o acesso à sua câmera ou localização, por exemplo;

*Evite joguinhos, quizzes e testes do Facebook;

*Não forneça dados que são opcionais, na maioria dos casos é melhor manter segredo;

*Pesquise sobre quem está tendo acesso aos dados. 

Fonte: Correio 
Popular

Pages