Permanência de Lúcio pode gerar ‘debandada’ no MDB - Tupi Martim

Resumo

sexta-feira, 16 de março de 2018

Permanência de Lúcio pode gerar ‘debandada’ no MDB

Sexta, 16 de Março de 2018


A situação do MDB baiano controlado pela família Vieira Lima – casos do ex-ministro de Michel Temer, Geddel Vieira Lima, que está preso, e do seu irmão o deputado federal Lúcio Vieira Lima, é das mais difíceis. É que há um movimento de debandada em massa de políticos da sigla para outros partidos.

Assim como prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), que está preocupado com a resistência do deputado Lúcio de deixar a agremiação e mudar para uma sigla menor, mas da base de apoio da oposição onde possa concorrer à reeleição.

Deputados emedebistas se preocupam com o seu próprio destino, caso Lúcio permaneça na sigla, principalmente porque, com ele dentro, são remotas as chances de Neto – preocupado com a imagem do grupo político – se coligar com o MDB para disputar o governo, o que pode dificultar imensamente a eleição e a reeleição pela legenda, segundo reportagem do política Livre.
Popular

Pages